História do Vinagre

O vinagre data dos primórdios da civilização. Existem registros da existência do vinagre no Egito antigo, onde era usado como medicamento. Há até uma análise teológica sobre o simbolismo de Jesus Cristo ter bebido vinagre na cruz. Na realidade, existia uma situação desfavorável, de extremo desgaste físico de Jesus e naquele momento, lhe foi oferecido vinagre exatamente para que ele revigorasse, permitindo assim que o ritual se prolongasse por mais tempo. Existem também relatos de soldados persas e romanos que nas grandes campanhas marchavam por meses seguidos e, às vezes, por anos em território inóspito, consumindo muitas vezes, água e alimentos em condições precárias. Por isso todos carregavam um recipiente com Vinagre para que nas horas de necessidade, esse Vinagre fosse misturado à água e também aos alimentos, para assepsia e combate, por exemplo, ao vibrião da cólera.

O Vinagre tinha também um papel muito importante na conservação de alimentos durante o armazenamento, como por exemplo, picles e conservas. Este é um dado muito importante uma vez que na época passada, não existia geladeiras e processos de conservação como na atualidade. Esse tipo de utilização do Vinagre, com o passar do tempo tornou-se hábito. Na Europa, encontram-se dados sobre o produto, em que o consumo "per capita" é mais do que o triplo do consumo de países como o Brasil, que não possuem essa questão cultural.